25 de agosto de 2010

A vida sem ti não existe...



Sou o sol que irradia raios luminosos
Sou o ar que enche diariamente o mundo de vida
Sou a verdade por dentre todas as mentiras
Sou único e soberano...

Estou em tudo e em todos,
Estou nos lugares mais próximos e/ou mais longínquos
Sou o ponto de equilíbrio entre o BEM e o mal
Sou as plantas que respiram o meu amor...

Sou o cosmo, o sim, o não e nunca o talvez
A plenitude do querer e do poder
O saber, o sorrir e o chorar, o querer
Sou a vida, sou a morte e sou a verdade

Sou fruto da existência dos seres,
Sou tudo e apenas o que você precisa na vida
Estou na sua essência e querendo você...
Mas não sei... se estás em mim...

Te quero, te amo, te desejo...
De forma simples, e perspicaz
Te quero para mim, te amo como um pai
Te desejo em mim... na minha essência

Sou teu Pai, tua Mãe e teu Filho...
Sou seu ar, sua sede e sua água
Sou a terra que pisas e sentes...
Sou o ser Supremo da Sabedoria

Chama-me de Pai, de DEUS...
Chama-me do que quiser, pois assim serás
Chama-me... sempre e como quiser
Chama-me de Amigo!

23 de agosto de 2010

Hoje eu nem sei o que sei...


Hoje a cama está desarrumada,
O silêncio em minh'alma é profundo,
A tristeza dona de mim e de meu coração

Hoje a dor já não dói de forma tênue,
Suportável como fora em outrora,
A dor de hoje dilacera meu eu...

Hoje estou com pensamentos confusos,
Perturbado por minhas mentiras
Cansado de meus fracassos

Hoje o sorriso me falta,
O cansaço me brinda,
E sua falta é meu fardo mais pesado...

Hoje você me deixou sozinho,
No momento em que te busquei
Querendo de ti apenas consolo e resposta...

Meus "porquês" já não sabem,
Das verdades de minhas loucuras,
Do soluço do choro de meu espirito

Hoje essas lagrimas que me banham a face,
São suas e de mais ninguém...
Inteiramente suas que hoje me fez perder a noção

Falo isso de ti, que me abandonou na noite de ontem,
Ti minha vida, meu tudo, meu nada...
O dom chamado INSPIRAÇÃO...

(Homenagem à aquela que nunca me abandona, o presente maravilhoso que ganhei de DEUS que é a minha inspiração)

19 de agosto de 2010

Rsposta ao Tempo... (Nana Cayme)


















Batidas na porta da frente
É o tempo
Eu bebo um pouquinho
Prá ter argumento

Mas fico sem jeito
Calado, ele ri
Ele zomba
Do quanto eu chorei
Porque sabe passar
E eu não sei

Num dia azul de verão
Sinto o vento
Há folhas no meu coração
É o tempo

Recordo um amor que perdi
Ele ri
Diz que somos iguais
Se eu notei
Pois não sabe ficar
E eu também não sei

E gira em volta de mim
Sussurra que apaga os caminhos
Que amores terminam no escuro
Sozinhos

Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixões
Eu desperto

E o tempo se rói
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prá tentar reviver

No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer

Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixões
Eu desperto

E o tempo se rói
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prá tentar reviver

No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, e ele não vai poder
Me esquecer

No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer

4 de agosto de 2010

Enraizou...


Nosso amor é assim... juntos somos um
Nosso amor, não tem inveja, não tem preguiça
Ele é verdadeiro e intenso... e é amor

Nosso amor, é raio de sol,
Ar para respirar, água para beber
E vento para sentir, sempre a soprar

Nosso amor é simples, porém honesto
É verdadeiro e cresce a cada instante

Nosso amor nasceu da brincadeira de criança,
Resistiu às agruras do tempo e da distância

Nosso amor não gerou frutos à época,
Mas veio gerar depois, no momento certo

Assim... nosso amor nos fez crescer,
Nas fez amar e aprender...
Trouxe consigo o sofrer, a dor, o choro
E após a tormenta a sensação de vitória...

Nossa vida é assim, cheia de altos e baixos,
Onde os altos sempre supera o que magoou
Onde os baixos são tão baixos que sumiram
E o vento sopra a alegria de nós dois

Nós que hoje somos um...
Poderemos até, um dia, voltar a ser dois...
Mas esse amor, que já foi dois e agora é um
Enraizou, e jamais deixará de existir... é único


Andrea te amo, mais a cada novo dia...
És minha eterna razão de viver!