29 de outubro de 2009

Anjo do Amor



Um dia uma criança me perguntou o que é o amor,
Falei que é chorar, sorrir, sofrer, se alegrar,
Curtir, se embebedar, terminar, recomeçar,
Falei que era o respeitar e ficar junto...

... Ela olhou em meus olhos e disse:
- Não achei que amar fosse confuso!?
Falei: - Você é muito pequena e não sabe amar,
Ela com olhos cheio de lagrimas falou: - achei que sabia!

Ontem quando acordei e vi que meu pai não estava,
Senti saudade, mesmo sabendo que ele voltava,
Minha mão ficou doente no hospital,
Fiquei triste, sofri muito, fiquei mal...

Meu irmão pequenino ainda, adoeceu,
Ninguém me falou o que ele tinha,
Achei que era nada, mas sinto sua falta,
Depois de alguns meses ele morreu...

Meu cachorrinho, coitado, era tão feliz,
Me alegrava os dias e fazia sorrir,
Um dia foi para a rua brincar do outro lado,
Na volta para casa morreu atropelado...

Senti tanto a falta dos que foram,
E saudade dos que ainda aqui estão,
Mas pensei que esse sofrer era de amar,
e o senhor me diz que não???

Olho seus pequenos olhos, olhando os meus,
Sinto vergonha e medo, quero chorar...
Pedi desculpas e falei: - Pequeno anjo do amor...
Perdão pois entendi que eu é que não sei o que é amar

6 comentários:

Sereia disse...

Fantástico o q eu acabei de ler....
Muitas vezes nos sentimos donos da razão e acreditamos já entender tudo sobre o tema em questão(amor)quando na verdade ainda temos o q muito compreender...
Um beijo grande

Danielle Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danielle Araújo disse...

Comovente!!

Adorei seu blog e voltarei mais vezes com certeza.

Pecilia disse...

Hi!....Carlos ...muito obrigado por fazer parte de meu blog...e pela sua visita tambem....adorei seu blog...visitarei constantemente...achei muito lindo o que vc posta....um grande abraço!bom dia!

Sandra Ribeiro disse...

Ahh o amor, não se esgota, podemos falar dele hoje ou daqui a 200 anos, sempre será possível traduzí-lo de uma nova forma, mas ele será sempre o amor, aquele que tira nossos pés do chão...
Admiro pessoas como você, que consegue com palavras simples, nos emocionar!

Chá das Cinco disse...

Linda estória!
Realmente o amor não pode ser pintado de ouro,ele tem as suas agruras.
Muitas vezes é na dor que provamos o verdadeiro sentimento.
Bjs